Busca por Valor

Lançamentos

Confira abaixo alguns de nossos lançamentos

IMÓVEIS EM DESTAQUES

Terreno /Venda

Santa Maria - RS (Passo D'Areia)
REF:TR1078V

Valor Venda R$: 135.000,00

Sob Consulta

    0
    0
    0
    0 M²

Terreno /Venda

Santa Maria - RS (Nossa Senhora do Perpétuo Socorro)
REF:TR311114V

Valor Venda R$: 339.000,00

Sob Consulta

    0
    0
    0
    866 M²

Casa /Venda

Santa Maria - RS (São João)
REF:CS551423V

Valor Venda R$: 370.000,00

Sob Consulta

    2
    2
    2
    0 M²

Terreno /Venda

BENTO GONCALVES - RS ()
REF:CX1444406414931RS

Valor Venda R$: 167.140,41

Valor Avaliação R$: 230.000,00

    0
    0
    0
    375,00 M²

Casa /Venda

Santa Maria - RS (São José)
REF:CS1063V

Valor Venda R$: 690.000,00

Sob Consulta

    4
    3
    4
    240 M²

Terreno /Venda

RIO GRANDE - RS (VILA SAO JORGE)
REF:CX1555523876674RS

Valor Venda R$: 282.000,00

Valor Avaliação R$: 470.000,00

    0
    0
    0
    934,84 M²

Casa /Venda

- (Itararé)
REF:CS1383V

Valor Venda R$: 286.000,00

Sob Consulta

    2
    2
    2
    90 M²

Casa /Venda

SANTA MARIA - RS (NOSSA SENHORA DO PERPETUO SOCORRO)
REF:CX7050100000660RS

Valor Venda R$: 342.650,00

Valor Avaliação R$: 623.000,00

    2
    0
    0
    286,00 M²

Casa /Venda

Aguarde localizando dados do CEP ... - (Aguarde localizando dados do CEP ...)
REF:CS1172V

Valor Venda R$: 1.680.000,00

Sob Consulta

    5
    3
    2
    420 M²

Terreno /Venda

CAXIAS DO SUL - RS ()
REF:CX1444405725860RS

Valor Venda R$: 89.905,66

Valor Avaliação R$: 122.200,00

    0
    0
    0
    372,00 M²

Apartamento /Venda

SAO LEOPOLDO - RS ()
REF:CX10007233RS

Valor Venda R$: 141.000,00

Valor Avaliação R$: 141.000,00

    1
    0
    0
    41,55 M²
REF:CX10004024RS

Valor Venda R$: 0,00

Sob Consulta

    0
    0
    0
    64,86 M²

Terreno /Venda

BENTO GONCALVES - RS ()
REF:CX1306000001868RS

Valor Venda R$: 518.700,00

Valor Avaliação R$: 798.000,00

    0
    0
    0
    10.474,06 M²

Casa /Venda

PELOTAS - RS (TRES VENDAS)
REF:CX1555518622791RS

Valor Venda R$: 250.250,00

Valor Avaliação R$: 455.000,00

    2
    0
    0
    199,20 M²

Casa /Venda

SANTA MARIA - RS ()
REF:CX10004019RS

Valor Venda R$: 0,00

Sob Consulta

    0
    0
    1
    12,00 M²

Apartamento /Venda

Santa Maria - RS (Nossa Senhora de Fátima)
REF:AP1249V

Valor Venda R$: 750.000,00

Sob Consulta

    3
    2
    2
    124 M²

Apartamento /Venda

Santa Maria - RS (Centro)
REF:AP571367V

Valor Venda R$: 295.000,00

Sob Consulta

    2
    1
    1
    59 M²

Casa /Venda

SANTA MARIA - RS (PATRONATO)
REF:CX8444405274646RS

Valor Venda R$: 98.125,14

Valor Avaliação R$: 150.000,00

    2
    0
    0
    98,34 M²

Simulador Financeiro

Faça a simulação de seu Financiamento

IMÓVEIS

Venha conhecer o seu novo imóvel!

ENTRE EM CONTATO

Estamos felizes com seu contato!
Confira as últimas notícias cadastradas em nosso site

Últimas Notícias

Obras em imóveis financiados: o que pode e o que não pode?

Um grande número de brasileiros recorre ao financiamento imobiliário para realizar o sonho de ter uma moradia própria. Jovens com planos de construir família, por exemplo, procuram por um bom imóvel mas, muitas vezes, não têm o capital necessário. Quem recorre a esse tipo de pagamento precisa saber das regras sobre obras em imóveis financiados, e é sobre isso que vamos explicar neste post.Saber sobre o assunto é importante para não ter a alegria transformada em prejuízo ou até mesmo na perda da moradia. A seguir, vamos mostrar o que é ou não permitido por lei quando o assunto é realizar melhorias em um imóvel que ainda está sendo pago. Acompanhe os próximos tópicos!Porque a legislação proíbe alguns tipos de obras em imóveis financiados?Apesar da grande euforia em deixar a casa com a nossa “cara”, é preciso conhecer os requisitos legais antes de iniciar qualquer modificação interna ou externa. A principal razão para o impedimento de tipos específicos de obras em um imóvel financiado é o chamado contrato de alienação fiduciária.Esse instrumento foi oficializado pela lei federal 9.514/97, que determina a posse do imóvel ao proprietário enquanto o comprador estiver quitando as prestações que compõem o valor do bem. Quando a dívida é paga, o contrato obriga o dono a entregar a moradia ao novo proprietário por meio de um documento de transferência lavrado em cartório.Nesse cenário, o imóvel financiado permanece na posse da instituição bancária até que o devedor pague a última parcela referente ao preço do bem. Por esse motivo, o futuro proprietário não pode realizar certas obras em uma moradia que, por enquanto, ainda não é efetivamente dele.Quais benfeitorias são permitidas e proibidas?É claro que existem melhorias permitidas em um imóvel financiado. Afinal, durante um período de dez ou quinze anos (média de duração dos financiamentos), a moradia se desgasta e pode apresentar alguns defeitos vindos do uso da estrutura.Antes de começar qualquer tipo de reforma, é importante contatar a instituição detentora do financiamento para confirmar sobre o que pode, ou não, ser feito no imóvel. A seguir, mostraremos o que, geralmente, é permitido e proibido nos contratos de financiamento.Intervenções permitidasSão autorizadas obras de manutenção que visam contribuir para o bom uso do imóvel. Por exemplo:troca ou reparos na estrutura do telhado;pintura das paredes;impermeabilização do teto;modernização ou correção das instalações elétricas, hidráulicas e do gás;instalação de armários;substituição de pisos, revestimentos, pias e vasos sanitários.Intervenções proibidasÉ preciso lembrar que as obras proibidas podem ser permitidas mediante um pedido de autorização feito à instituição bancária detentora do imóvel. Dentre esse tipo de intervenção, podemos citar:demolição de paredes;construção de novos ambientes;retirada de pilares de sustentação;substituição de esquadrias (sem estarem danificadas pelo uso);alteração da fachada externa.Com os exemplos citados, fica claro que não é autorizada qualquer modificação que altere a planta original ou a área total edificada do imóvel.O que precisa ser analisado antes de solicitar a autorização?Algo que precisa ser levado em consideração antes de iniciar o processo para o pedido da autorização é o motivo da obra.Em alguns casos, o futuro proprietário não tem a intenção de vender a propriedade. Já outros têm em mente valorizar o imóvel para repassá-lo por um valor mais alto do que o da compra.Para o primeiro grupo, as obras estruturais servirão para atender aos desejos da família, como o conforto ou detalhes estéticos. Por outro lado, o segundo grupo precisa pensar mais adiante, ou seja, se as alterações no imóvel atenderão as necessidades dos futuros moradores.Em algumas situações, uma alteração no design não se alinha com o perfil predominante das pessoas que buscam por uma moradia na região em que o imóvel financiado está endereçado. Se não houver essa compatibilidade, o bem será desvalorizado.Como exemplo, imagine que um futuro proprietário consiga autorização para transformar a metragem ocupada por um dos quartos em uma área de convivência com um espaço gourmet.Esse é um excelente projeto, mas o padrão das famílias que moram na região exige esse tipo de ambiente? Ou o perfil delas engloba pessoas que necessitam de mais quartos por causa dos filhos que estão em idade escolar?Com um pouco de pesquisa, é possível entender o “apelo” imobiliário da região e, assim, realizar obras que vão agregar mais valor ao imóvel.Como conseguir autorização para realizar uma obra não permitida?Mesmo quando a obra estrutural é liberada pela instituição bancária, ainda são necessárias outras autorizações:a do síndico, mediante as regras da convenção condominial, caso se aplique;e a da prefeitura do município no qual o imóvel está localizado.Antes de entrar em contato com a instituição que concedeu o financiamento (a prefeitura ou o síndico do condomínio), é necessário observar as regras impostas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).Esse órgão regulamente os procedimentos que devem ser seguidos antes, durante e após qualquer tipo de benfeitoria, não importa o tipo do imóvel (residencial ou comercial). Uma das exigências da ABNT é apresentada na Norma Brasileira (NBR) 16.280 que dita a necessidade de um dos seguintes documentos:Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) assinada por engenheiros registrados pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA);Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) emitido por arquitetos que integrem o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU).Junto a essa documentação, a NBR 16.280 pede que o interessado em realizar uma obra anexe um cronograma detalhado com:uma descrição do tipo de serviço a ser feito;o prazo estimado para o término das reformas;uma planta com as alterações a serem realizadas;os nomes e documentos de identificação dos prestadores de serviços que farão as benfeitorias.Embora possa ser um pouco trabalhoso, seguir esses procedimentos oficiais é a melhor maneira de não perder dinheiro e o imóvel.Como você viu, as obras em imóveis financiados exigem um processo bem estudado. Porém, mesmo que tenha de esperar um pouco e precise quitar o financiamento, o novo proprietário terá um imóvel próprio. Quando isso acontecer, será o momento de realizar novos projetos e sonhos.O que achou do artigo? Entendeu o que é permitido ou não nas obras em imóveis financiados?Fonte: https://blog.movingimoveis.com.br

SOFÁ, ele merece atenção especial!

Como grande protagonista da casa, a sala de estar merece muita atenção no momento da decor. É nela onde se recebe as visitas, como familiares e amigos, e é onde você deve causar a famosa primeira boa impressão, uma boa dica, é transmitir a sua personalidade neste espaço para deixá-lo aconchegante e com a sua cara.O sofá é com certeza o principal item de uma sala de estar, porém, decidir qual modelo de sofá para sala comprar  é sempre um dilema, visto a variedade de tamanhos, cores e modelos que existem. É por isso que os arquitetos e designers de interiores se preocupam tanto em fazer uma boa escolha, nessa hora. Afinal, o modelo certo tem que ser bonito e confortável para as pessoas que habitam o imóvel; e ainda atender a proposta estética feita para o espaço.O importante é saber identificar, dentre as opções que existem no mercado – principalmente aquelas que “cabem no bolso” -, o que melhor se adequa ao ambiente.Uma sala íntima até pode combinar com um sofá mais fofo e cheio de almofadas. Mas, uma sala social pede um estofado bastante espaçoso, capaz de abrigar todos os visitantes; menos denso; e com o mínimo de acessórios. Pode ser que, dependendo do caso, o melhor seja adquirir uma peça de cores neutras, linhas retas e pés finos. Ou, quem sabe, uma peça de tons vibrantes, bordas sinuosas e sem pés visíveis.Antes de sair para comprar, é importante a pessoa medir o espaço livre disponível que se tem na sala e que pode ser reservado para o sofá.Com todas as opções que que o mercado apresenta, uma delas servira de inspiração para fazer a sua escolha.

Código QR Code

Em uma era de transformação digital, um importante passo é adotar tecnologia de ponta para melhor atender você cliente com agilidade e eficiência.Provavelmente você já deve ter ouvido falar do QR Code. Código QR (sigla do inglês Quick Response) é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera.Pequenos códigos que armazenam informações sobre o imóvel que você deseja lidos por dispositivos. Aponte sua câmera para o código QR Code e aproveite mais essa inovação digital.

Consulte os melhores imóveis em nosso site!

Consulte os imóveis por categoria abaixo

Imóveis por Categoria